quarta-feira, maio 14, 2008

O dia em que passei num concurso...

Há pouco tempo fui descobrir que o meu problema de vista é caracterizado como deficiência visual. Após algumas consultas na comunidade dos albinos no Orkut, vi que o problema é muito comum entre nós. Eu sempre demorei um pouco mais que as outras pessoas a ler os textos.

Também nesta comunidade, vi o depoimento de um albino que prestou concurso para a vaga de ampla concorrência e teve problemas no exame admissional. Em vista disso, o cara aconselhou a fazer para as vagas de deficiente. Consultei meu oftalmologista e ele confirmou que meu problema de vista é sim uma deficiência.

Resolvi fazer um concurso para a ANP. Consultei a tabela de cargos / vagas e me inscrevi. Durante todos os trâmites do processo, o edital referia-se ao cargo como “Comunicação Social”. Na inscrição, na tabela de vagas, na prova, no gabarito, na folha de respostas e até mesmo no resultado. Sempre “Comunicação Social”.

Fui a Salvador fazer a prova. A prova foi bem legal, fui bem, principalmente nas específicas. Caíram muitas questões de jornalismo. As sobre publicidade apareceram em menor número.

O concurso estava dividido em duas etapas sendo a primeira uma prova objetiva e a segunda uma prova de títulos. Ao término da primeira fase, fui informado de que havia passado para a segunda fase em primeiro para a minha vaga. Como eu não tenho título algum, apenas o de “blogueiro com poucos leitores”, só me restou esperar torcendo para que ninguém passasse minha pontuação, mesmo com títulos. O resultado final sairia no dia 13, terça-feira, mas na sexta-feira da semana passada fui surpreendido ao receber uma ligação do departamento de RH da ANP informando que eu havia sido o primeiro e que minha perícia seria realizada no dia 15 em Salvador. O que o funcionário do RH não sabia, e eu também só fiquei sabendo após fazer a prova, é que o “Comunicação Social” encontrado na tabela de vagas, na inscrição, na prova, na folha de respostas, no gabarito divulgado após a realização das provas, na lista dos títulos aceitos pela CESGRANRIO, no resultado e em outros documentos e formulários do concurso, referia-se à faculdade de COMUNICAÇÃO SOCIAL, mas com habilitação em PUBLICIDADE E PROPAGANDA.

Esta informação estava lá no edital, nos requisitos e eu não reparei. O erro foi meu, eu assumo. Mesmo assim, acho que os documentos não ficaram tão claros já que na maioria dos documentos e formulários foi feita referência ao cargo como “Comunicação Social”. No da PETROBRAS, a referência é bem mais bem explicada, detalhando a faculdade e a habilitação.

Após todo este processo, enviei um e-mail para o RH da ANP sugerindo modificações para os próximos concursos. Só resta saber se vão considerar minhas sugestões.

Mesmo com este sentimento muito bem traduzido pelo meu amigo Toni como frustração, o concurso foi muito proveitoso, me deu ânimo e a certeza de que é possível. Que venham os próximos.

5 comentários:

carol disse...

Mto bem, pq eu sou uma parasita e quero ser sustentada. Passe num concurso bom, ganhe muito dinheiro q eu vou comprar muito cheetos e big big. Eu ainda ganho aquele fuscolate no próximo ano.... se deus quiser.
Eu gostei mesmo foi do seu lindo círculo vermelho no edital. Tá muito bonito, parece até de esmalte impala. Mozaum. Bisc... n pode

carol disse...

Mozaum, cê sabe q eu sou uma mundiça neh?
Deixe de paieza, vamo abrir uma firma de produtos artesanais q a gente ganha mais e cansa menos. fz brinco é terapêutico mozaum... diz q sim, não seja mau, siiiiim

Amanda disse...

Muitos concursos virão, Fiel...

Anônimo disse...

Parabéns a todos por este BLOG.


imprensa marrom

cínico e mentiroso

Anônimo disse...

meu brother, fica aqui a minha solidariedade e saiba que assim como esse haverá de surgir muitos outros. PARABÉNS. SEU BROTHER - TULYO MARCIO