quarta-feira, dezembro 24, 2008

Noite feliz? Que nada, um pesadelo ...

Noite Feliz nada, o Natal parece mais um pesadelo, e olha que a data foi instituída para comemorar o nascimento de Jesus, nem parece. A Páscoa é bem mais alegre que o Natal. Às vezes eu fico passeando pelo shopping e reparo na tristeza das músicas natalinas. Talvez essa morbidez tenha um propósito, tocar os corações daqueles que passaram o ano todo fazendo besteiras e levá-los a ver a festa como “última chance” do ano para provar que existe um pouco de bondade em suas atitudes. Com isso, as pessoas se convencem de que fazendo um pequeno sacrifício no Natal, elas estarão perdoadas de todos os erros do ano. É uma injeção de satisfação na consciência. Na verdade, o que ocorre é uma espécie de trato de fingimento onde de um lado, indiretamente, a sociedade demonstra perdoar todos os erros cometidos durante o ano todo desde que a pessoa se comprometa a fazer algo que preste no Natal. É um acordo mútuo e inconsciente.

Já pararam para reparar no quanto as músicas de Natal são tristes? A Noite Feliz, de feliz não tem nada. E o que dizer de “Então, é Natal”? É uma das músicas mais tristes que já ouvi em toda a minha vida, não só pelo ritmo, mas pela audácia da letra que inclui as tragédias de Hiroshima e Nagazaki. E olha que é uma data comemorativa do nascimento de Jesus. Já pensou como seriam as músicas sobre a morte do coitado? Onde já se viu, tocar os corações para torná-los mais suscetíveis à manipulação de propagandas, mais suscetíveis a gastar seu dinheiro sem arrependimento, afinal, é Natal, e o que você fez?

2 comentários:

Anônimo disse...

Bom eu ñ concordo, mas o texto esta bom. Noite feliz e legal, ñ sinto como uma musik triste (sinto muito por isso), e ñ o intuito ñ é fazer algo q preste apenas no natal, o intuito é dar esperanças aos pobres capengas q fazem besteira o tempo todo, q ele tbm deve ter salvação nessa vida! ok mas opnião é opnião.

Marina

Amanda disse...

HAehuaehaehuaehuaehuaehuaehuaehueahueahu

Eu acho o Natal deprimente. Sempre achei. Por isso passei a cozinhar o dia inteiro... ocupo a mente, fico cansada, e com 2 taças de vinho, tô capotada na cama.

:)))