terça-feira, agosto 26, 2008

Mais historinhas de ônibus ...




Papo de ônibus – Jujubas

Hoje, mais uma vez, precisei pegar um ônibus. A viagem foi tranqüila na ida e na volta, mas o que vou contar aconteceu durante a volta, do centro até a 13 de julho. Acho que quem anda de ônibus já deve ter visto uns garotos vendendo jujubas e falando com um sotaque engraçado. Eu hoje resolvi bater um papo com o vendedor das jujubas e ele me disse que a idéia de vender teria sido uma iniciativa dele. Eu antes achei que fosse uma idéia de alguma ONG ou de algum órgão, mas esse camarada me informou que não. Na verdade, eu continuo meio desconfiado visto que seria muita coincidência todos eles resolverem vender balas em ônibus anunciando seus produtos com aquele sotaque engraçado sem receber uma orientação para isso. De qualquer forma, eu achei válida a idéia. Esse camarada com quem conversei, parecia ter mais de 18 anos e se disse contrário à presença de crianças nesta atividade. Claro que ele pensa assim, afinal, são seus concorrentes. Acho isso uma questão bem complexa e acredito que alguma ONG ou órgão governamental deveria instruir esses meninos para que eles tenham mais sucessos nessas vendas, não só nos ônibus, mas em outros locais. Há quem nasça com o dom de vender e ao exercitarem essa habilidade em locais públicos essas pessoas, antes invisíveis aos olhos da sociedade podem ser descobertas por empresários do comércio da cidade. Idéias existem de sobra, o que falta é a vontade de fazer as coisas darem certo.


Papo de barbearia

Hoje fui cortar cabelo numa barbearia aqui perto de casa. É interessante como as pessoas adoram falar em códigos como se os outros não fossem perceber. Tinha um pessoal na barbearia conversando comigo. Ele, dizia que estava dando aulas de surf pra ela, em seguida, disse que a aula tinha sido um pouco superficial. Ela disse que andava bem light ultimamente, tinha medo de ter a aula prática de surf e engolir muita água e acabar com a barriga grande. Para desmoralizar de vez, o camarada chegou pra ela e mandou: Você só bebe água se quiser... Acho que quando eu saí de lá, ela deve ter ficado se perguntando se eu teria entendido a essência do papo.


Manequins brigões

A mente humana é uma coisa interessante, sem perceber, pensamos em cada viagem...
Hoje a tarde, conversei com uma figura que veio fazer o seguinte comentário:
- Você já reparou como os manequins desta loja ficam em posições estranhas? Parece até que ficam se agredindo quando a loja fecha.


Horário Eleitoral

Eu resisti muito, mas não deu. Hoje a minha namorada me convenceu a assistir ao horário eleitoral. Eu sinceramente achei que fosse ser uma experiência entediante e chata, mas na hora eu acabei mudando de opinião. E digo mais, eu convido a todos os meus leitores a assistir ao horário eleitoral gratuito. Pelo menos pra mim, foi muito útil. Fiquei rindo durante todo o tempo que o programa foi exibido, corrigi alguns erros de português como forma de estudar para concursos públicos e fiquei mais convencido de que a política aqui é uma piada. Vale à pena assistir. A esperança de viver numa cidade mais séria e melhor diminui consideravelmente, por outro lado, a diversão é garantida. Eu recomendo.

3 comentários:

carol disse...

que figura essa sua namorada hehehehe

Blogão do Alecão disse...

Ela é sim.... demais

Amanda disse...

Affffffff, tenho alergia aos vendedores de ônibus.

- Boa tarde pessoal!
- Boa tarde!
- Ora, pessoal, eu não dei boa tarde a 1, nem 2, nem 3... eu dei boa tarde a todos. Vamos repetir? Boa tarde pessoal!!!


Affffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff